1 -Naquela Noite, Admirámos Madeira

 (letra e música: Carina Freitas)

 

 

A ilha esconde amores

Paixões, segredos e flores

Tudo é altar

Tudo sabe a mar

 

E do farol da Pontinha

A Sé é fada madrinha

Admirando nossa rainha

Esta ilha tua e minha

Madeira, oh Madeira

Paraíso Natal

Minha terra primeira

Minha cidade Funchal

 

Sereias dançavam junto ao cais

A lua luzia, crescia

Noite igual jamais

Noite de pura magia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2- Navegar no meu mar  

 (letra e música: Carina Freitas)

 

Sou como o mar

Incerta em movimento

Um turbilhão

De vários sentimentos

Imensidão…

Sem fim e sem começo

Que vai e vem…

Num eterno recomeço

Amanheci

Remando em aventura

Voar, partir, sonhar, sentir

Espumas de ternura

Há um vazio

Há um vazio no meu mar

Falta o sal!

E vem na noite devagar

Rasga o silêncio

E vence o mar

Há um navio de ideais

Ansiando um novo cais!

Vem…Vem nas ondas do meu mar

Navegar, navegar

No meu mar…

Meu barco perdido

És farol de sedução

Arco-íris colorido

Espelhando emoção

Arcanjo de cetim ao vento

Dança no pensamento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3- Sonhar é bom    

(letra e música: Carina Freitas)

 

 

Sempre que cai a noite

E sozinha me vejo aqui

Perdida em ti, perdida

Sem saber o que fazer de mim

 

E sonhar é bom

E sonhar é demais

Porque tudo quanto existe

Dói e faz chorar, faz chorar

 

O vazio não cura

A sede de te ter

A vida é tão crua

É dura de roer

 

E sonhar é bom

E sonhar é demais

Porque tudo quanto existe

Dói e faz chorar, faz chorar

 

Uma noite vai, outra noite vem

Só tu não estás, estás mais além

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4- Alquimia, Segredo Guardado

(letra e música: Carina Freitas)

 

 

No refúgio de um horizonte,

Uma imagem, uma memória

Esquecida num tempo já longe

Era um sonho de fama e glória

Sabedoria e beleza

Oceanos de magia

Perdida na Natureza

Ela é a energia

 

Alquimia, alquimia

Segredo guardado, abandonado

Caminhos de utopia

Num Mundo alienado

 

É buscar uma nova vida

Arriscando soltar a voz

Alquimia adormecida

Em tudo e todos nós

Libertar a 5ª essência

Na fé e meditação

Um grito de consciência

Nas asas da intuição

És a pedra filosofal

Intemporal, intemporal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5 -Mais forte que o tempo

(letra e música: Carina Freitas)

 

A música seduzia

A diva o enfeitiçava

Embalados em sonhos quentes

O olhar dele a beijava

Sorrisos indiscretos

Emoções à flor da pele

Corações bem abertos

Como amantes em lua-de-mel

A paixão que arde

Os lábios sedentos

Ficou a saudade

Mas que saudade

Daqueles momentos

É o fogo da vida

Abraçado ao vento

Paixão atrevida

Loucura sentida

Mais forte que o tempo

Mais forte que o tempo

 

A música esmorecia

A diva se desculpava

Esquecido na noite fria

O olhar dele chorava

Amigos coloridos

Suspirando solidão

Corações muito feridos

Pedem colo à multidão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6 - Pudesse escutar o meu coração                                         
(letra: Inês Castel-Branco e Carina Freitas ; música: Carina Freitas)

 

Pudesse escutar o meu coração

E discernir o que ele me diz

Pudesse compor outra canção

Pudesse do chão entranhar a raiz!

Há um novo sentimento

Um coração a bater sem fim

Eis o momento…

Da descoberta de mim!

 

Como bate

Como sente

Onde me leva inocente!

Onde me perde feliz!

Eu sei que serei feliz!

Um coração a palpitar…

Uma paixão paira no ar…

Amar, amar até ao fim…

 

Pudesse aprender em tua mão

As palavras que já esqueci

Pudesse encontrar na escuridão

Teu cheiro, teu tom, um rasto de ti!

Há um novo sentimento

Um coração a bater sem fim

Eis o momento…

Da descoberta de mim!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7 - Há Sempre Alguém Especial

(letra e música: Carina Freitas)

 

 

Há sempre alguém especial

Há sempre alguém no coração

Há sempre alguém no coração de alguém

 

Toda a gente sente

O vazio da solidão

E toda a gente guarda

Um amor no coração

Ignora a razão

Enfrenta a ilusão

Ouve essa voz

Dentro do teu coração

 

Amor, paixão, desejo, ilusão

Há sempre alguém que não se esquece

Há sempre alguém que permanece

No coração…

Há sempre alguém especial

Há sempre alguém no coração

Há sempre alguém no coração de alguém

 

Noites perdidas

A pensar em ti

Na pressa de viver

Teu nome não esqueci

Amor que amadurece

Pois Deus assim o quis

E quem tem coração puro

Há-de ser sempre feliz  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

8- Nas tuas mãos vou confiar           
(letra: Carina Freitas; música: Joaquim Pedro Jacobetty)

Só eu sei o que passei

Só eu sei o que vivi

Até aqui chegar

E confiar em ti

Em ti

 

A vida passou lenta

Os medos cercaram os sentidos

Mas agora, nas tuas mãos

Os meus sonhos são ouvidos

 

Amo a música

Beijo música

Não adianta negar

Talento adormecido

Teimando em despertar

Não posso mais adiar

A minha música

Nas tuas mãos vou confiar

 

Quantas  vezes desejei

Quantas vezes eu pedi

Ser a voz a ecoar

Num futuro sem fim

 

Ergue-se a voz altiva

Por entre a escuridão

E agora, nas tuas mãos

O meu dom brilha em canção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

9- Viver não é só ser         

(letra e música: Carina Freitas)

 

 

Viver não é só ser

Viver é muito mais

Sorri, ri e sonha também

E canta se fores capaz

Faz como um sentido

Viver é uma emoção

É poder estar aqui contigo

A cantar esta canção

 

Solta a tua voz

Liberta o teu ser

Faz o que achares melhor

Mas tu tens de viver

Não podes parar

Tu tens de lutar

Tu vales muito mais

A vida anda para a frente

E não para trás

 

Viver é no presente

Viver o aqui agora

Sê tu jovem consciente

Chegou a tua hora

Nesta caminhada

Avança e alcança

E entre o tudo e o nada

Reflecte a esperança

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10- Dias para Amar

(letra e música: Carina Freitas)

 

Olho em meu redor

Vejo gente a stressar

Gente que vive só

Com medo de errar

Vejo gente moribunda

Com medo da morte

Vagueiam em crise profunda

Fartos da sua sorte

 

Sem tempo para amar

Cansados de viver

Temos de mudar

Este modo de ser

Esta vida são dois dias

Dias para amar

Esta vida são dois dias

Temos de mudar

 

Encontro gente sofrida

Carente  a sonhar

Gente que vive escondida

Com medo de amar!

E há uma maioria

Com medo de arriscar!

Anseiam novo dia

E a hora de despertar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 11- À espera de ti ( nesta noite aqui)
(letra: Carina Freitas; música: Pedro Matias e Carina Freitas)

 

Sempre acreditei que o amor é desejo

Dor e prazer misturados num beijo

E nunca esperei sentir o teu não

Tanta incerteza e tanta ilusão

 

 À espera de ti

Nesta noite aqui

Juro que não vou chorar

Esta noite é só minha

E eu hoje vou brilhar

 

Contigo renasci, voei ao paraíso

Mas sem razão, perdi o teu sorriso

Ai coração, entre a saudade e o medo

Dessa paixão, do meu maior segredo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

12 – Madeira, that night   

(letra e música: Carina Freitas)

 

This island, hideout for lovers

Some passion, some secrets and flowers

Wonders everywhere

The sea spreads into the air

 

And from "Pontinha" you see

The Holy kissing the sea

Looking at this royal city

This island is you and me

 

Madeira, oh Madeira

You´re my first paradise

I will never forget you

Nor my lovely Funchal

 

Dolphins were playing by the bay

The moon was showing the way

I´ll never forget that night

Your eyes were shinning so bright

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

13 – Vitória e Esperança
(música: Carina Freitas)
Instrumental